sexta-feira, 27 de junho de 2008


”Estava tudo escuro, exceto onde o relâmpago cortava o céu. O vento sibilava e as águas caíam, diluviais. Que devastação! Mas não demorou muito, os relâmpagos cessaram, os raios silenciaram, a chuva parou, as nuvens se foram com o vento manso e apareceu o arco-íris. Então, durante várias semanas, os campos ficaram cobertos de flores e, por todo o verão, a grama esteve mais verde, os ribeiros mais cheios e as árvores mais frondosas. Tudo porque a tempestade havia passado por ali”.
Theodore Parker

Um comentário:

Nana disse...

Nossa nem sei o q comentar, adorei o texto e a foto q certamente eh daquela sessao, "naoo tenho o q fazer vou bater fotos" hahah

Beeijos